24/11/10

Michel Giacometti [1929-1990]


Se fura bibo, Michel Giacometti fazerie 81 anhos. Nun bou eiqui a fazer la sue biografie, puis facelmente qualquiera un la puode ler na biquipédia. Queda eiqui solo ua lhembrácia singela cumo houmenaige pul muito que fizo pula cultura pertuesa, an giral, i pula música i la cultura mirandesas an special. Muito le debemos pula mimória que mos deixou de nós mesmos.
Esta sumana l jornal Público ampeçou a publicar la «filmografie cumpleta» de Michel Giacometti. Ne l purmeiro lhibrico que acumpanha l purmeiro DVD publicado, saliu tamien ua anterbista que l jornalista Adelino Gomes le fizo an 1990, poucos dies antes de el se morrer. Ende lhembra que «Deu a conhecer o mirandês a muito intelectual». Pula sue amportança eiqui se deixa la repuosta cumpleta a ua de las preguntas:
- Um etnólogo vindo de Paris, que tipo de ambiente encontrava na Lisboa de final dos anos 50?
- Um completo divórcio dos intelectuais em relação ao mundo rural. Em 1960, convidei para a minha casa (a Santa Catarina onde residiam os pais da minha primeira mulher) grupos de 15, 20 pessoas, a quem dei a ouvir as primeiras gravações de Trás-os-Montes. Levei primeiro os intelectuais - políticos, escritores, não digo os nomes, eles estão aí em evidência. Foi um desastre. Alguns chegaram a dizer que aquela não era música tradicional portuguesa, quando chegámos às gravações mirandesas. Um segundo grupo, constituído essencialmente por médicos, disse no final as frases da praxe, e regressou às anedotas pornográficas.»
Todos nós, que hoije bibimos, fazemos parte dua lharga corriente de giente. Ye nuosso deber nun la deixar cobrar.
Bien háiades por todo, Michel Giacometti.

3 comentários:

Abelhón disse...

"P - Sentiu-se frustrado com essa primeira experiência?
R - Não. Era um fenómeno corrente nos países do Terceiro Mundo, onde as elites gostam de se divorciar da cultura popular."

Mas l pobo alhargou caminos, ampimponou-se, tocou la gaita i batiu palotes, amostrou-se i fizo Stória que el tan bien amostrou al mundo. Bal la pena oubir.
"... pueblo que canta no morirá."

AF disse...

bien falado Abelhon!

Ana disse...

Faç bien, Amadeu, an amentar outra beç aqui neste site an Giacometti porque you por eisemplo nun daba tan depriessa ou facelemente cula anformaçon subre esse nuobo salimiento de obras relacionadas cun esse musicólogo. Esto faç-me pensar que hai que sugerir l’eideia que este anho ne l Festibal de música celta an Sendin por eisemplo seian puostas tamien a la benda essas nuobas publicaçones i se fale i se dibulgue la obra desse home, que se morriu afinal faç agora 20 anhos, cun cunferéncias tamien por eisemplo; se fur preciso, até you puodo ajudar a apersentar la biografie an mirandés (nun ye ler l que custa mais !), ou tamien an pertués ou mesmo an francés se fur preciso.

Un abraço

Ana Maria