18/02/17


GIRIBOILAS
Porque me perguntaram o que eram “GIRIBOILAS” e verifiquei que poucos sabem aqui fica a minha resposta:
Num trabalho que fizemos de entrevistas com idosos em 1979, 80, 81 no âmbito do projecto cultural do Planalto Mirandês e depois transformado em educação de adultos, diziam alguns idosos que eram cogumelos, também chamados marifusas(Ifanes,Genízio), setas(Duas Igrejas), tortulhas(São Pedro e Granja), roques(Sendim) i capones(Cércio e Vila Chã). O projecto tinha um jovem a trabalhar em cada uma das aldeias do concelho. Seria bom saber dos trabalhos e recolhas que deviam estar na câmara.
O mais usual para comer, na altura era o "cogumelo macrolepiota procera".
Veja-se um estudo que foi feito sobre este cogumelo:
MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, MAR, AMBIENTE E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO
DIRECÇÃO REGIONAL DE AGRICULTURA E PESCAS DO CENTRO
DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE AGRICULTURA E PESCAS
DIVISÃO DE PRODUÇÃO AGRICOLA E PESCAS

“O FRADE (Macrolepiota procera) COMESTIVEL E O FALSO FRADE (Macrolepiota venenata) VENENOSO. PRECAUÇÕES E SINAIS DE IDENTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA”
José Luís Gravito Henriques
Eng. Agrónomo
Fundão, 2012

Na página Pag. 10 podemos ler:
3 - Sinonímia
No trabalho de recolha de nomes vulgares para a espécie Macrolepiota procera, feito pessoalmente nos últimos anos nos mais diversos locais do país, já se registam mais de seis dezenas de denominações:
-Agasalho, anilha, arneirinha, arneiro, bagueiro, barifusa, branco de anilha, cachopo, cagumelo, calcinha, capão, capoa, carcomelo, centieiro, chapéu de sol, choteiro, cogordo, cogumelo, cogumelo de chapéu, cogumelo de Inverno, couquinha, ferradinho, frade, fradelho, fradinho, freira, gaiteiro, gasalho, giriboila, maçaneta, marifusa, marroco, moca, moquinha, o da calcinha, o de chapéu, parasol, patamelas, pateirinha, pé de galo, peneira, pintado, popinha, pratela, púcara, pucarinha, púcaro, rapazinho, roca, roclo, rócula, róculo, roque, santieiro, seta, tartulho, tertulho, tocheiro, tortulho, tortulho da calcinha, tortulho de calça, tortulho de gente, tortulho do estrume e turtulho.
Lá estão “giriboila” e “capão” referidos na cantiga assim como os outros nomes por nós recolhidos.
Letra da cantiga:
GIRIBOILAS
Tengo giriboilas guisadas cun patatas.
Tengo giriboilas guisadas cun patatas.
Bamos a comé-las que son buônas i baratas.

Tengo giriboilas guisadas cun freijones
Bamos a comé-las
Que son buônas i capones.
Bamos a comé-las que son buônas i capones.

Xaramago berde, berde xaramago
Colga la perdiç i agárra-la pul rabo.
Colga la perdiç i agárra-la pul rabo.
 
(José Luís Almendra)

2 comentários:

faustino.antao disse...


Guapa, rica i anteressante çcriçon

"Daprender siempre" (yá diç l pobo)

- Fui buono ler i quedar a saber.

Un grande abraço amigo

Célia Rangel disse...

Agradecendo sua presença em meu blog!
Parabéns pela riqueza cultural que encontro aqui!
Abraço.
Célia Rangel
https://celiarangel.blogspot.com.br